Mayara e Lauro

Ir em baixo

Mayara e Lauro

Mensagem por Mayara da Silva em Qui Set 24, 2015 8:14 am

O sítio
                                   
        Havia ali o campo, as orquídeas e as folhas voando com o vento forte. Havia animais e o sol radiando o  verde das gramas, ali morava o silencio das pessoas, só se ouvia o som do riacho seguindo seu curso, aquele som gostoso e atormentador que sempre segue seu mesmo ritmo, os pássaros cantavam e as árvores macabras apenas solfejavam som de suas folhas. Os dias eram constantemente nublados, pelo menos era o que se via por ali, já que mesmo com o sol dando as caras de vez em quando, era difícil acreditar que haveria alguma luz.
         No sítio havia o campo, aquele de futebol que costumávamos jogar, vinham os amigos, aqueles do colégio e até mesmo da infância, fazíamos aquela gostosa confraternização, era uma pena que só brigávamos e sempre por coisas fúteis, falávamos uma ou duas palavras e o silêncio tomava conta de todos nós. Era entediante. Nos dias em que íamos pra la, era uma grande decepção, tínhamos esperança de ser melhor, ate mais agradável, aqueles dias realmente teriam que ser passageiros, não aguentaríamos tanta solidão. O sol mesmo tao quente, sofria de tanta frieza naqueles corações.
       Naquele sítio havia a imensidão, a imensidão de grandes estradas. Os olhares que ali estavam, já cansados e tristes, não havia mais porque sorrir, a solidão era imensa. As pessoas já não cantavam mais, aquelas rodinhas de músicas antigas, realmente se tornaram antigas. As brincadeiras bobas e as datas comemorativas ficaram para a história, ou melhor apenas na imaginação.
       A beleza que se olhava, na verdade não existia. Os pássaros sofriam com a falta de amor e aquele riacho que havia sitado, já não procurava mais as pedras. Aquele som dos animais, não se existia mais e a solidão, ah nem ela estava mais ali.


Última edição por Mayara da Silva em Qui Out 01, 2015 11:25 am, editado 4 vez(es)

Mayara da Silva

Mensagens : 2
Data de inscrição : 17/09/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mayara e Lauro

Mensagem por Thiers em Qui Set 24, 2015 9:15 am

Ok, isso tá ficando muito bom. Seria legal descrever o som do riacho e da natureza, dizer que tipos de árvores apareciam no local, a cor dos pássaros... E um pouco das pessoas que o frequentavam. Outra coisa é imprimir o tempo do sítio na narrativa. A pontuação ajuda nisso: quem dita o ritmo é o autor. As vírgulas aceleram; os pontos freiam. Os pontos e vírgulas, como esse agorinha? São um meio termo. A gente usa quando a frase podia acabar ali, mas dá pra botar algo mais. É como deixar a tampa do achocolatado meio aberta. Péssima analogia, eu sei.
Mas eu gostei desse tapinha na cara do Romantismo ao fim do texto: suave e com classe.

_________________
Acadêmico do 3º ano de Letras da Univille 2014/1
Pibidiano desde 2015
avatar
Thiers

Mensagens : 44
Data de inscrição : 21/08/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Queeeeeeeeeeee boasta Jovens

Mensagem por ufachelly em Qui Set 24, 2015 11:14 am

Mayara da Silva escreveu:O sítio
                                   
        Havia ali o campo, as orquídeas e as folhas voando com o vento forte. Havia animais e o sol radiano  verde das gramas, ali morava o silencio das pessoas, só se ouvia o som do riacho seguindo seu curso, aquele som gostoso e atormentador que sempre segue seu mesmo ritmo, os pássaros cantavam e as árvores macabras apenas solfejavam som de suas folhas. Os dias eram constantemente nublados, pelo menos era o que se via por ali, já que mesmo com o sol dando as caras de vez em quando, era difícil acreditar que haveria alguma luz.
         No sítio havia o campo, aquele de futebol que costumávamos jogar, vinham os amigos, aqueles do colégio e até mesmo da infância, fazíamos aquela gostosa confraternização, era uma pena que só brigávamos e sempre por coisas fúteis, falávamos uma ou duas palavras e o silêncio tomava conta de todos nós. Era entediante. Nos dias em que íamos pra la, era uma grande decepção, tínhamos esperança de ser melhor, ate mais agradável, aqueles dias realmente teriam que ser passageiros, não aguentaríamos tanta solidão. O sol mesmo tao quente, sofria de tanta frieza naqueles corações.
       Naquele sítio havia a imensidão, a imensidão de grandes estradas. Os olhares que ali estavam, já cansados e tristes, não havia mais porque sorrir, a solidão era imensa. As pessoas já não cantavam mais, aquelas rodinhas de músicas antigas, realmente se tornaram antigas. As brincadeiras bobas e as datas comemorativas ficaram para a história, ou melhor apenas na imaginação.
       A beleza que se olhava, na verdade não existia. Os pássaros sofriam com a falta de amor e aquele riacho que havia sitado, já não procurava mais as pedras. Aquele som dos animais, não se existia mais e a solidão, ah nem ela estava mais ali.

ufachelly

Mensagens : 3
Data de inscrição : 17/09/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mayara e Lauro

Mensagem por ufachelly em Qui Set 24, 2015 11:15 am

QUEEEEEEEEEEEEEE BOSTA JOVENS Very Happy Cool Evil or Very Mad Evil or Very Mad Twisted Evil alien

ufachelly

Mensagens : 3
Data de inscrição : 17/09/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mayara e Lauro

Mensagem por Thiers em Qui Out 01, 2015 9:01 am

Pooooooooxa. Podiam descrever um pouquinho mais, né?  Neutral

Li e reli e gosto cada vez mais. Me lembra o tio García Márquez que eu tanto falo. É um dos meus autores preferidos, pois agora.

Mayara da Silva escreveu:A beleza que se olhava, na verdade não existia. Os pássaros sofriam com a falta de amor e aquele riacho que havia sitado, já não procurava mais as pedras. Aquele som dos animais, não se existia mais e a solidão, ah nem ela estava mais ali.

ESSE TRECHO, CARA. silent


Vem cá, foi você quem escreveu um conto sobre um acidente de carro e água semestre passado? O nome era "O dia em que tudo escureceu", se não me engano.



ufachelly escreveu:QUEEEEEEEEEEEEEE BOSTA JOVENS Very Happy Cool Evil or Very Mad Evil or Very Mad Twisted Evil alien

Bosta nada. Pode parar. Tsc.

_________________
Acadêmico do 3º ano de Letras da Univille 2014/1
Pibidiano desde 2015
avatar
Thiers

Mensagens : 44
Data de inscrição : 21/08/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mayara e Lauro

Mensagem por Gabrielli e Nadiane em Qui Out 01, 2015 11:07 am

Bem loco afro

Gabrielli e Nadiane

Mensagens : 4
Data de inscrição : 17/09/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mayara e Lauro

Mensagem por Tabita & Raiane em Qui Out 01, 2015 11:19 am

nossa que lokoooo Cool

Tabita & Raiane

Mensagens : 5
Data de inscrição : 17/09/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Mayara e Lauro

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum