A Ponte do amor

Ir em baixo

A Ponte do amor

Mensagem por marcela e geovana em Qui Set 24, 2015 11:25 am

Embora muitos não deem valor ou atenção a importância de uma ponte... vamos refletir um pouco. E se não existisse? Não poderíamos chegar ao nosso destino... E sobre a ponte do amor?

       Num certo dia, Júlia estava em sua casa, pensando no que fazer. Sem ideia, ela resolve ir dar uma volta com seu cachorro. Chegando na ponte  a famosa ponte do amor,ela se desespera e começa a chorar, pensando em seu amor platônico. E fica por horas chorando, com convicção de que nunca iria encontrá-lo. Então volta para sua casa, já tarde da noite. No outro dia, ja cedo, ela sai novamente, para a ponte do amor a procura de seu amor, mesmo sabendo que ele não estaria la, mas ao chegar ela se encontra com um senhor que trás palavras de conforto para o seu coração.
      Tempos depois, Júlia volta a mesma ponte, e la avista um jovem , o mesmo jovem dos seus sonhos.Entao , ela , na maior cara de pau, vai falar com ele, e pergunta quem era ele, aonde mora etc.. e ela fala que ha tempos ela sonha com um rapaz como ele,e fala que o maior sonho dela estava sendo realizado, que era encontra-lo.
      O jovem, que se chamava marcos, nao sabia o que fazer, afinal, ele nem a conhecia direito. Ele decide convida-la para sair, para poder conhecer um pouco mais sobre ela.
        Os dois saem para dar uma volta no parque, que havia ali perto.. Depois de horas de conversa, eles voltam para a ponte do amor , ela tenta dar um beijo nele, mas ele a impede de faze-lo. Entao ele se despede dela, e vai embora. Os dias passam e eles continuam mantendo contato como amigos, mas sem compromisso, pois ele nao gostava dela a ponto de assumir algo serio, iam a festas, baladas, jantavam juntos, mas sempre sem compromisso. Um dia ela acorda e ve que seu nariz estava sangrando e entao vai ao medico e descobre que estava com cancer, mas ela resolve nao contar nada a marcos pois achava que nao adiantaria ja que ele nao queria nada serio com ela
       


Última edição por marcela e geovana em Qui Out 01, 2015 11:23 am, editado 1 vez(es)

marcela e geovana

Mensagens : 1
Data de inscrição : 17/09/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: A Ponte do amor

Mensagem por Thiers em Qui Out 01, 2015 8:50 am

Um pouco romântico demais, pra falar a verdade. Muuuuuuito doce.
O Realismo costuma criar personagens românticos pra mostrar que eles se ferram a torto e a direito, mas mesmo nessas narrativas o romântico consegue sufocar a dor ou usá-la pra algum fim, como a arte ou o trabalho (já ouviram falar dos workaholics?).Pra transformarmos essa narrativa em realista, precisamos esquecer o suicídio por amor. Vejam bem: eu não disse que ela não pode morrer. Vocês sabem; uma pessoa apaixonada, de coração partido, pode ficar bem desligada. E se ela for, sei lá, atravessar a João Colin às 6 da tarde nesse estado? Só uma ideia, que vocês precisariam construir de forma a passar a rapidez do momento e a incapacidade da reação.

Outras questões que me ocorreram: quem era o senhor? O que ele disse? Por que ele estava lá? E o Marcos? Como foi parar lá? Como eles são? E a Júlia? É bonita? Feia? Cabelo curto ou longo?
São detalhes, mas bem os detalhes que definem o Realismo.

_________________
Acadêmico do 3º ano de Letras da Univille 2014/1
Pibidiano desde 2015
avatar
Thiers

Mensagens : 44
Data de inscrição : 21/08/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum